Páginas

21 de agosto de 2017

...Gullfoss - Islândia...







Esta queda de água para além de gigantesca (32 metros e um caudal de 130 metros cúbicos por segundo) tem a ela associada a luta de uma mulher, Sigrídur Tómasdóttir. No início do século XX, um inglês quis comprar Gullfoss ao pai de Sigrídur para produzir eletricidade; ela opôs-se e lutou em tribunal para que tal não acontecesse, chegou a fazer várias vezes o percurso a pé (108,9 km) até Reiquiavique para defender a sua causa. Não venceu, contudo, o pai acabou por arrendar apenas o espaço e por falha de pagamento o contrato foi anulado antes de haver qualquer tipo de intervenção, além disso, a sua luta chamou a atenção para a necessidade de preservar a natureza. Na atualidade, Gullfoss é uma reserva natural, pertence ao estado islandês e pode ser visitada gratuitamente.

4 comentários:

Lete disse...

Fantásticas fotos! Parecem postais. Quer dizer até aposto que não há postais tão ilustrativos!
Sítio lindo, arrepiante... ainda bem que alguém se bateu pela nobre causa de manter o curso normal da natureza. :) Grande mulher!

Isilda disse...

Quem disse que uma só pessoa não faz a diferença:-))))
Beijinho, Lete.

Catarina disse...

Wow que fotos maravilhosas! Que sítio incrível!
Beijinho enorme!

Sandra Oliveira disse...

Fantástico :)
Que paisagem linda :)
Grande mulher :D :D